26 de abr de 2013

O pajé

"O pajé foi o primeiro guardador de sonhos, o primeiro artista, o primeiro poeta, o primeiro caçador, o primeiro doutor, o primeiro dançarino, cantor e professor. Se por um lado o pajé personifica o artista visionário arquetípico, tais potencialidades se conformam em todos e cada um de nós: cada homem, cada mulher e cada criança. Os indígenas entenderam e honraram esse potencial, esse chamado, como uma parte integral do aprendizado, do ser, e do tornar-se completo."

Do livro "Look To The Mountain", de Gregory Cajete, índio Tewa do Pueblo de Santa Clara no Novo México, Estados Unidos. Diretor de Estudos Nativo Americanos na Universidade do Novo México. 

Nenhum comentário: