26 de abr de 2013

O pajé

"O pajé foi o primeiro guardador de sonhos, o primeiro artista, o primeiro poeta, o primeiro caçador, o primeiro doutor, o primeiro dançarino, cantor e professor. Se por um lado o pajé personifica o artista visionário arquetípico, tais potencialidades se conformam em todos e cada um de nós: cada homem, cada mulher e cada criança. Os indígenas entenderam e honraram esse potencial, esse chamado, como uma parte integral do aprendizado, do ser, e do tornar-se completo."

Do livro "Look To The Mountain", de Gregory Cajete, índio Tewa do Pueblo de Santa Clara no Novo México, Estados Unidos. Diretor de Estudos Nativo Americanos na Universidade do Novo México. 

7 de abr de 2013

"Os mitos são
uma espécie de nostalgia
da comunicação perdida."
Viveiros de Castro

http://revistacult.uol.com.br/home/2010/12/antropologia-renovada/